Ambiência, NoiseAtWork, NoiseAdVisor & iNOISE (Ref. 3R Brasil)

MAPA DE RUÍDO, MAPA ACÚSTICO, MODELAGEM ACÚSTICA OCUPACIONAL

ESTADO DA TÉCNICA NA GESTÃO DOS DEMONSTRATIVOS AMBIENTAIS

"Competência em Saúde e Segurança do Trabalho e Sócial"

Um mapa de ruído constitui, essencialmente, uma ferramenta de apoio a decisões sobre planeamento e ordenamento do território devendo, portanto, ser adotado na preparação dos instrumentos de ordenamento do território e na sua aplicação. Os mapeamentos acústicos são aplicados na área de estudo de impacto ambiental para a identificação de áreas ambientalmente sensíveis ao som indesejado, como os centros urbanos densamente povoados. Ainda que os mapas de ruído sejam um instrumento novo quando comparados a outros tipos de mapeamento, eles são uma ferramenta cada vez mais utilizada por gestores públicos, principalmente na Europa, para mapear o impacto ocasionado pelo ruído. Saiba mais sobre esse tendência e integração no portal www.consutaesocial.com.


Veja artigo técnico sobre a integração da ISO 9613 com o SIG (clique aqui).

 
 

O Mapa de Ruído Georreferenciado na Indústria 4.0:


É no chão de fábrica onde verifica-se o melhor caminho para se integrar a indústria 4.0 com os sensores IoT para se ter uma automação e gestão mais eficiente: a aplicação de sensores e controladores para a aquisição de dados, é o cerne da quarta revolução industrial. Os sensores irão ajudar no aquisição e monitoramento de dados sensíveis e importantes para a produção e ajudarão na gestão em tempo real. Nesse contexto a digitalização espacial do ambiente em conjunto com sensores IoT georreferenciados em mapas orgânicos completam essa quarta revolução industrial com a integração da produção, gestão de processos, de produtos, de riscos ambientais e ocupacionais. Veja mais em 3RRsLabor (clique aqui).


Simulação Computacional: "A partir dos dados levantados sobre o empreendimento e seu en-torno, deve ser realizado um estudo de propagação sonora. Para este estudo, softwares destinados a simulações de mapeamento de ruído são a ferramenta mais indicada. O uso de um software que utiliza cálculos embasados em métodos e normas internacionais já consagrados permite estimar condições de propagação de ruídos de forma mais completa e confiá-vel. Alguns exemplos de métodos ou normas utilizados para este fim são: ISO 9613, BS 5228-1, HARMONOISE, CNOSSOS-EU, RLS-90, INM, Schall 03, NMPB Routes, entre outras. As referências podem ser consultadas na parte final deste manual.A simulação por software considera os tipos de fontes de ruído (tráfego urbano, rodoviário, ferroviário, aeroviário e fontes fixas) associados a critérios técnicos, como: absorção sonora das superfícies, distâncias de propagação, barreiras, edifícios de entorno, topografia, implantação, volumetria, dentre outros. Assim, é possível estimar os níveis equivalentes de pressão sonora incidentes nas fachadas de dormitórios da edificação, de forma a permitir a definição da Classe de Ruído. Esta Classe pode, inclusive, ser definida para cada fachada do edifício ou unidade habitacional. Desta forma, é importante considerar a propagação de ruído em 3D, de modo a analisar a variação dos resultados em função da volumetria do edifício.Reforça-se também especial atenção para configurar o software de simulação para os cálculos de propagação que serão executados. É importante entender como as configurações de otimização interferem na precisão dos cálculos e, ainda, como inserir corretamente os dados coletados em campo, para permitir coerência nos resultados. A experiência no uso do software é essencial para se obter resultados confiáveis.Todo este estudo não dispensa o senso crítico e know-how do especialista, que deve analisar os resultados considerando as características observadas e seu conhecimento prévio (ref. manual Proacustica: http://www.proacustica.org.br)".


Neste contexto, destacamos os sofrwares iNOISE e Predictor+Lima, e, a importância do processamento de imagens georreferenciadas com uso de Drones, aumentando a precisão dos mapeamentos acústicos principalmente em fazendas eólicas e obras. Veja em: https://www.blueaerovision.com/


VOCÊ ESTÁ ANTENADO AS NOVAS TENDÊNCIAS NA ÁREA OCUPACIONAL?

Adquira também nossos App(s) mHsec, uma inovação na área de Saúde e Segurança do Trabalho:

(clique aqui).


Melhores e mais modernos software de Mapeamento Acústico e Predição de Ruído Industrial:

Então, destacamos neste site ferramentas indispensáveis para atender a necessidade de demonstrativos ambientais com apresentação dos resultados na forma de mapeamento e modelagem, de forma simples e clara.


> Medições ocupacionais de ruído, utilizando audio-dosímetros especiais (clique aqui);


> Gestão do ruído ocupacional (clique aqui).

> Responsabilidades dos prepostos e acionistas para com a SST (clique aqui).


TENDÊNCIA MUNDIAL: Imagina ter toda a fábrica ou unidade mapeada? Uma premissa seja para a elaboração do PPRA, como medida de controle coletiva, um mapa de risco quantitativo (nova tendência) ou uma forma clara de apresentar os resultados de medição com a gestão ocupacional: possibilitando atuar onde se mais precisa. Uma forma de apresentação simples para comprovar que não houveram alterações das grandezas ambientais durante os anos que se seguem ou que a empresa realizou alterações e atuou com medidas mitigadoras eficazes onde era necessário, uma premissa da SST como parte das APR(s) e das exigências do legislador.  Preservando a saúde e a segurança dos colaboradores; evitando problemas trabalhistas ou previdenciários. Uma solução ainda mais abrangente quando são envolvidas as questões da exposição na área off-shore e no entretenimento (clique aqui).


Ferramentas de mapeamento industrial e de mapas acústicos são hoje indispensáveis para a gestão dos agentes de risco.  Mapas de nível de pressão sonora, por exemplo, de unidades ou empreendimentos a partir da técnica de modelagem acústica ocupacional, atualmente, possibilita a introdução de percursos de trabalho, grupos homogêneos, EPI e tempo de permanência no posto de trabalho. Obtendo resultados precisos da exposição dos colaboradores da mesma forma que os modernos áudio-dosímetros (veja equipamentos especiais para o medição em campo).


Então, de forma simples e clara com o preenchimento do tempo de permanência em cada posto de trabalho, percurso, ou atividade, são calculadas automaticamente a exposição do grupo homogêneo avaliado, permitindo classificá-los em GDH - grupo de demanda habitual ou GDE - grupo de demanda esporádica (ref. estratégia de medição 3R Brasil Tecnologia), além de auditar as áudio-dosimetrias anuais e anteriores. Indispensável para peritos, gestores, engenheiros, higienistas, fiscais e empresas, com destaque a offshore devido a grande economia de logística e a passagem das avaliações para os contratados.


Pergunta-se: E a gestão dos riscos e das medidas de controle? O NoiseAtWork B e D, são ferramentas práticas e efetivas para simular novos cenários, aplicando medidas técnicas (que atuam nos níveis de pressão sonora do local) e organizativas (tempo efetivo de permanência no local) e assim avaliar as medidas de controle coletivas, facilitando a tomada de decisões para reduzir a exposição sonora para valores abaixo dos limites de tolerância e de ação. Quando da necessidade de medidas individuais com EPI, junto com o App NoiseAdVisor EPI, permite a introdução dos valores de atenuação em função do método escolhido nos ambientes de trabalho, fornecendo resultados confiáveis e normalizados da realidade da exposição para toda a jornada de trabalho, permitindo afirmar se a medida de controle é eficaz como demandado pelo Legislador.


Pergunta-se: E as questões relacionadas com as norma de ergonomia e de qualidade do ar dos ambientes internos? A RESOLUÇÃO - RE N º 176, DE 24 DE OUTUBRO DE 2000 Anvisa para qualidade de ar interno? Norma Técnica 01 da Resolução n° 9 da ANVISA. O NoiseAtWork a partir da versão 5.0 atendem perfeitamente a NR-17, de qualidade e condicionamento de ar, contemplando na mesma plataforma outras grandezas com diferentes paletes de cores: atendendo normas ocupacionais, ambientais ou de certificações verdes (Green Building) como LEED, CASBEE, BREAM ou AQUA.

 
 
 
 
Metodologia para mapa de ruído e de qualidade do ar (Ref. ABAI)

MAPEAMENTO ACÚSTICO E MAPEAMENTO INDUSTRIAL: Destacamos as novas ferramentas que tratam do estado da técnica para com os demonstrativos ambientais. São ferramentas imprescindíveis muito utilizadas na Europa para compor as avaliações ambientais internas e externas as organizações e empresas. Segue as novas tendências de apresentação dos resultados visando à preservação da saúde e a integridade dos trabalhadores através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente controle da ocorrência de riscos ocupacionais existentes; somado a predição, que venham a existir no ambiente de trabalho. Como o advento do eSocial tais ferramentas se tornam ainda mais importantes.


Sabe-se que grande parte dos PPRA(s) são incompletos e não possuem o mais importante: laudos técnicos ambientais confiáveis, modelos de visualização e gestão dos demonstrativos ambientais. Os planos de ações do PPRA devem ser desenvolvidas no âmbito de cada estabelecimento, sob a responsabilidade do empregador, com a participação dos trabalhadores e sindicatos. Sendo sua abrangência e profundidade dependente das fases de desenvolvimento do programa como, por exemplo: a identificação e o reconhecimento dos riscos onde o NAW e o MAW podem ser aplicados para a visualização das situações críticas, portanto, como auxílio as APR(s) - Análise Preliminar de Risco.

O fato é que o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais devem incluir as seguintes etapas: a) antecipação e reconhecimentos dos riscos; b) estabelecimento de prioridades, metodologias e metas de avaliação e controle; c) avaliação dos riscos e a exposição dos trabalhadores; d) implantação de medidas de controle e avaliação de sua eficácia; e) monitoramento da exposição aos riscos; f) apresentação clara do programa com as áreas e atividades de risco, o registro adequado e a divulgação dos dados para que todos entendam. Assim como o mapa de risco é um documento de fácil visualização qualitativo da fase de reconhecimento o NoiseAtWork e o MapAtWork passam a ser um mapa de risco quantitativo, uma fotografia em cores da realidade o que inova o PPRA e as demandas de SSTMA. Com a metodologia do mapeamento quantitativo industrial e ambiental fica simples atender as demandas ambientais dos colaboradores terceirizados cuja empresa contratante é solidária.

Destacamos que somente quando não forem identificados riscos ambientais nas fases de antecipação ou reconhecimento aplica-se apenas as fases "a" e "f", caso contrário haverá o erro no "documento base" compactuado pelos prepostos e perpetuados por algumas empresas executoras. Os mapeamentos com o NAW e o MAW corroboram para resolver estas questões, isto é, comprovam de forma contundente a ausência ou não de riscos ambientais, para a gestão adequada das avaliações e tomadas de decisões. Ferramentas indispensáveis que atendem com simplicidade e clareza as novas demandas do eSocial.

Então, o NoiseAtWork e o MapAtWork (agora juntos veja aqui) complementam e integram a gestão dos demonstrativos ocupacionais de forma direta, simples e eficiente, inclusive o NoiseAtWork Tipo B ou D podem ser aplicados como um EPC (que chamamos de MODAO - modelagem acústica ocupacional), assim como o MapAtWork V.1.1 atende os outros agentes de risco da NR-15 e de conforto da NR-17 anexo 1 e 2.

Tanto normas trabalhistas como as de certificação sustentável como LEED, BREAM, AQUA, CASBEE, fazem referências as condições ambientais com a exigência de apresentação em mapas de cores as medições de: Temperatura Efetiva, Umidade, Velocidade do Ar, com técnicas de monitoramento e processos de análise contemplados pela NBR-10152, ISO 7730, ISO 7726 e ASHRAE 55.

 
 

Normas trabalhistas como as de certificação sustentável como LEED, BREAM, AQUA, CASBEE, fazem referências as condições ambientais com a exigência de apresentação em mapas de cores as medições de: Temperatura Efetiva, Umidade, Velocidade do Ar, com técnicas de monitoramento e processos de análise contemplados pela NBR-10152, ISO 7730, ISO 7726 e ASHRAE 55. Veja também outros softwares e sistemas (clique aqui).

Novo link da página na Holanda com todas as atualizações:

Faça o download do NoiseAtWork e do MapAtwork: download aqui.

Faça o download do "Mapcompanion app gratis" no android. Basta no seu celular ou tablet acionar o Google Play ou adicionar app, procurar por Mapcompanion softnoise e instalar, veja aqui.

Destaque dos melhores equipamentos de medição que destacamos para vocês (clique aqui)
.


Entre em contato com o representante no Brasil e cadastre-se:

 
 
 
 


Faça o download clicando nas imagens abaixo e entre em contato com a 3RBrasil. Não perca essa importante ferramenta que veio atender a demanda de demonstrativos ambientais e de estudos dos agentes de risco desenvolvido pela:

DGMR Softwares

 

Somos desenvolvedores de conteúdo técnico e legal. Seguimos as novas tendências mundiais para com os mapeamentos dos demonstrativos ambientais com ferramentas fantásticas como apresentadas neste site,  com capilaridade para serem aplicadas aos diversos temas a seguir:

a) Portal da áudio-dosimetria de fone e entretenimento (clique aqui);

b) Portal da modelagem, do mapeamento acústico e industrial (clique aqui);

c) Portal da vibração ocupacional e ambiental, aquisição de livro (clique aqui);

d) Portal do eSocial e pareceres técnicos previdenciários (clique aqui);

e) Portal da gestão e integração de ferramentas de SSTMA (clique aqui);

f) Portal certificação digital integrado a gestão de projetos, PMI e SGI / SSTMA (clique aqui);

g) Portal iSEGNET, maior referência de conteúdo em SSTMA no Brasil: www.isegnet.com.br.


Baixem também nossos app(s):

- NoiseAdVisor;

- VibAdVisor;

Obrigado!

Ass: M.Sc Eng. Rogério Dias Regazzi