Ambiência, NoiseAtWork, NoiseAdVisor & iNOISE (Ref. 3R Brasil)

Mapa de Ruído Aeronáutico

Impactos Ambientais Específicos da Atividade:


são fundamentalmente os relacionados, a ruído, vibração, interferências físicas relativas a geometria na área sensível do heliponto, emissões atmosféricas e contaminação de solo e água subterrâneos na região do heliponto.Nível de incômodo estimado – Valores de referência calculados conforme literatura especializada, tendo por base, dentre outros LDN (“Level Day and Night”) e o SEL (“Sound Exposure Level”).


Avaliar o nível potencial de pressão sonora resultante das operações do heliponto, de acordo com as disposições legais referentes à atividade, notadamente com relação ao ruído de fundo do local.


Mapa de Ruído ou Mapa Acústico: Simular com as curvas de iso-ruído em programas de simulação dedicados, demarcando em planta baixa, devendo ser expressos em dBA.


Avaliar e Dimensionar o incômodo da população vizinha em área sensível empregando pelo menos os parâmetros LDN (“Level Day and Night”) e o SEL (“Sound Exposure Level”), o número de pousos e decolagens, turno da operação do heliponto.


Como itens fundamentais para um programa de gestão e controle de ruído dentro do licenciamento ambiental:


  • Atendimento ao RBAC 161 e a NBR 10151:2019;
  • Balizamento acústico da área com medições no entorno e de longa duração;
  • Levantamento dos mapas do terreno e elevações georreferenciados;
  • Modelagem com mapa acústica da situação encontrada que será o residual;
  • Identificação das áreas sensíveis;
  • No caso de helipontos realizar análise em 100 e 300 metros do ponto de decolagem;
  • Obtenção ou medição da Potencia Sonora das Principais Aeronaves;
  • Previsão de horários e Número de Pouso e Decolagem;
  • Definição das rampas de aproximação e decolagem;
  • Simulação e modelagem acústica nas situações de maior exposição as emissões sonoras;
  • Mapa com os descritores acústicos de 10min e 15min em dBA;
  • Mapa Acústico com os descritores de longa duração em dBA;
  • Dimensionamento do Grau de impacto na vizinhança em função do número de pousos e decolagens;
  • Definição dos pontos de monitoramento contínuo com as redes de vigilância acústica;
  • Definição da plataforma de monitoramento contínuo e remoto;
  • Mecanismos de alertas e alarmes;
  • Plano de emergência e contingência, com mitigação dos impactos em função do horário;
  • Resultados do estudo em função do previsto, do real e a a comparação com os critério normativos.

Nota: recomendado o Predictor LimA 7810-G.